Archive for agosto \30\UTC 2011

Anuário Brasileiro de Literatura Fantástica

30/08/2011

Acaba de ser lançado pela Devir Editora o novo número do Anuário editado pelos jornalistas Marcello Simão Branco e Cesar Silva. Trata-se de um esforço hercúleo para apresentar aos leitores um panorama completo de uma parte importante da cena literária brasileira, sistematicamente ignorada pela grande imprensa.

Analisando os números do nosso mercado editorial no ano passado, os editores concluem no artigo inicial que 2010 foi “o ano da grande expansão” para a ficção científica, a fantasia e o horror tupiniquins. A seção de resenhas e o ensaio sobre literatura e eugenia são os pontos altíssimos do Anuário, que contou também com uma saborosa entrevista com o famigerado Nelson de Oliveira.

Anúncios

A menina-anjo e os livros: uma fábula

24/08/2011

Gosto bastante de narrativas emaranhadas, em que a suavidade da infância enrosca-se na sinuosidade do sonho. Esta breve ficção sobre uma menina que aprecia os livros mas não sabe ler, publicada este mês no Rascunho, é sobre isso: infância e sonho.

Cidades que se amam, cidades que queimam

03/08/2011

Tempos atrás recebi dos organizadores Fábio Fernandes e Nelson de Oliveira o convite pra participar dessa deliciosa coletânea de contos que homenageia não só as cidades invisíveis do mestre Italo Calvino, mas todas as cidades imaginárias da literatura. Topei na hora.

Também participam de As cidades indizíveis as feras Ana Cristina Rodrigues, Fábio Fernandes, Fausto Fawcett, Guilherme Kujawski, Luís Henrique Pellanda, Octavio Aragão, Roberto de Sousa Causo e Ronaldo Bressane. São no total nove narrativas sobre “cidades que se amam, cidades que queimam, cidades que se alimentam de dores, desejos e segredos. Cidades que parecem familiares, mas estão distorcidas. Os caminhos não são mais os mesmos. As trilhas mudaram e ainda mudam, cada vez mais” (do texto das orelhas).

A edição caprichada é da carioca Llyr Editorial e o lançamento em São Paulo acontecerá no dia 13 de agosto, sábado, às 18h30, durante o Fantasticon 2011.