Escritores e manias

Dizem que Ernest Hemingway gostava de escrever em pé e nu, Edgard Wallace gostava de ditar para um gravador e Paul Verlaine só trabalhava sobre a influência de drogas.

Há pouco tempo o romancista Michel Laub, amigo de longa data, fez a si mesmo a pergunta que milhões de leitores costumam fazer ao menos uma vez na vida: na hora de escrever, os escritores se submetem a um ritual qualquer? Por experiência própria, Michel sabia que sim, que os escritores têm certas peculiaridades, manias, esquisitices, excentricidades na hora de escrever. Então ele resolveu sair perguntando. Assim teve início a divertida antologia Cem escritores brasileiros e suas manias quando escrevem.

Anúncios

Tags:


%d blogueiros gostam disto: