Archive for junho \13\UTC 2015

Tudo é criança

13/06/2015

Nossas noites sempre
apareciam na cidade
quase como um oráculo.

A menos de 100 anos
de Portugal e do Marquês
de Sade
as dúvidas não mais
nos limitam.

O que estou lendo?

As opiniões diárias
no meio do mato mais incrível
da minha vida.

*   *   *
Valerio Oliveira
[ poema extraído de uma página de jornal ]

Cândido

Circuito São Paulo de Cultura

11/06/2015

Um beliscão na imaginação
Oficina de criatividade literária com Luiz Bras

O objetivo da oficina é estimular a imaginação e a criatividade literária dos participantes.
O encontro será dividido em duas partes: teoria e prática.
Na primeira, conversaremos sobre as particularidades dos diferentes gêneros literários: poema, conto, crônica, novela e romance.
Na segunda parte, realizaremos um exercício de desbloqueio criativo que possibilitará a produção de um bom texto curto, em prosa ou verso.

15 de junho, segunda-feira, 14h: Biblioteca Hans Christian Andersen
20 de junho, sábado, 14h: Ponto de Leitura Olido
24 de junho, quarta-feira, 14h: Biblioteca Álvaro Guerra
27 de junho, sábado, 11h: Biblioteca Clarice Lispector

Duração: duas horas

logo

Luiz Bras
Escritor e coordenador de oficinas de criação literária, é autor da rapsódia Distrito federal (Patuá), da coletânea de contos Pequena coleção de grandes horrores (Circuito) e do romance Sozinho no deserto extremo (Prumo).

O desenho e a palavra

10/06/2015

A ditadura do autor
costuma ser analítica.
É difícil pensar,
desde o século 19,
o tempo, sua música.

Efervescência:
um lastro de machismo
autoritário não pode
sobreviver.

Crescei e multiplicai-vos
na informática.
O uso das pessoas
desbanca a transformação
do mundo.

*   *   *
Valerio Oliveira
[ poema extraído de uma matéria de revista ]

Revista E

Percepção

06/06/2015

Por favor, peça um cubo de gelo
e diga se um aroma não seria doce,
salgado ou visceral, ou simplesmente
uma questão de geografia.

Ignoramos todos os ruídos
que exalam cheiros bizarros à mercê
de nossa visão de mundo.

Na televisão ou numa foto, as nuvens
são uma causa frequente de acidentes,
nos torturando com a criação
de pessoas com a textura, o sabor
ou a melodia de um pêssego.

Pergunte a qualquer lata de lixo.

Mesmo de olhos fechados,
sua perna esquerda deve se ajustar
(ou, pelo menos, diminuir).

*   *   *
Valerio Oliveira
[ poema extraído de uma matéria de revista ]

Percepção

Sábado

04/06/2015

Menos atenção aos 69 anos,
à imagem e semelhança
do erotismo
no fim da rebeldia.

Por vingança, eu me aproximei
das dificuldades animais.

A longa ausência encenada
vai morar numa festa.

O sonho em três atos
sem emendas
explica o mundo paulistano.

Disponível comercialmente,
um matagal traz as marcas
mais prementes das casas
do passado.

*   *   *
Valerio Oliveira
[ poema extraído de uma página de jornal ]

Sábado poema

Festival Gaveta Livre

01/06/2015

Gaveta

No final deste mês, em São Carlos, teremos o Festival Gaveta Livre, que homenageará o incansável Lourenço Mutarelli.

Autores convidados: eu, Marcelino Freire, Andrea del Fuego, Isadora Krieger, Matheus Torres e Letícia Conde.